Imprensa

Engenheiro Emílio Ibrahim: Uma Opção Feliz

São poucos os Estados ou regiões que têm a felicidade de concentrar num mesmo pólo de trabalho a força de um Mário Andreazza (locomotiva gaúcha) e o dinamismo de um engenheiro chamado Emílio Ibrahim que, sozinho, fez mais pelos cariocas e fluminenses, do que todos os candidatos ou possíveis candidatos que venham a surgir para a governança do nosso Estado.

Esse casamento só foi possível graças ao PDS, que soube tirar partido de um homem que tem em seu currículo de trabalho as maiores obras realizadas neste Estado e que contou com a simpatia do nosso Ministro do Inte-rior.

Seria desnecessário descrever aqui as obras desenvolvidas nos seus dois períodos como Secretário de Estado de Obras Públicas, mas, permitam-me destacar as seguintes: abastecimento d'água: recuperou e duplicou o Sistema Guandu, dotando a cidade com o significativo índice de 500 l/dia "per capita", comparável ao das mais importantes metrópoles; o esgotamento sanitário, concluindo o interceptador oceânico da Zona Sul; construiu a adutora da Baixada Fluminense e a adutora da Barra da Tijuca; duplicou pela 2ª vez a Estação de Tratamento do Guandu; deu solução ao problema de abastecimento d'água na Região dos Lagos, Teresópolis, Pádua, São Fidélis, Bom Jesus, Itaboraí, Macaé e outras cidades; implantou linhas de eletrificação rural e introduziu o sistema de gás natural de Campos, expandindo a rede de gás canalizado para a Barra da Tijuca, Madureira, Jacarepaguá e outros subúrbios do Rio; concluiu o túnel Dois Irmãos, o Elevado Paulo de Frontin, o viaduto de Mangueira, e de São Cristóvão e os túneis Frei Caneca e Noel Rosa, praticamente concluídos; realizou obras de ampliação nos Hospitais Souza Aguiar, Getúlio Vargas, Salgado Filho, São Sebastião, Aloísio de Castro e Carlos Chagas, entre outros; efetuou a urbanização da Nova Lapa, Vieira Souto, Delfim Moreira e pavimentou mais de 500 logradouros da Zona Norte, além da construção de inúmeras áreas de lazer; como presidente da ADEG, executou o acabamento do Estádio do Maracanã, transformando-o em um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro; e, ainda, na FUGAP, vem prestando relevantes serviços aos jogadores profissionais de futebol, que têm na figura de Emílio, um ex-colega de profissão.

Reportagem do Jornal Última Hora, de 23 de março de 1982.

Grandes obras

  • Estadio do Maracana

  • Emissario Submarino Ipanema

  • Guandu

  • Infraestrutura - Sao Conrado e Barra

  • Lagoa Rodrigo de Freitas

  • Viaduto Paulo de Frontin

  • Elevado da Perimetral

  • Praias de Ipanema e Leblon

  • Nova Lapa

  • Escolas Publicas