Escolas Públicas

A Secretaria de Obras Públicas teve os pesados encargos de reforma e construção dos prédios da rede escolar e da rede hospitalar do Estado da Guanabara, encargos esses que nos foram passados pelo Governador Chagas Freitas a partir de 1973.

Através da Coordenação de Obras de Conservação, processamos um trabalho permanente de reformas de escolas, sendo que obras vultosas foram realizadas. Até março de 1975, 140 escolas foram reformadas, beneficiando uma população escolar de 50.000 alunos.

No setor de construção de novos prédios escolares, por meio da Coordenação de Obras de Urbanização, construímos 11 escolas, que funcionaram a partir do período escolar de 1975.

O Instituto de Educação de Campo Grande, com capacidade para 4.500 alunos, depois de longos anos de abandono, foi finalmente concluído no Governo Chagas Freitas. De arquitetura moderna, o conjunto de edifícios foi dotado de todos os recursos necessários a um funcionamento exemplar.

A Escola Calouste Gulbenkian, concluída na administração Chagas Freitas, teve a área adjacente urbanizada e é um dos maiores e mais importantes centros de ensino da cidade.

Instituto de Educação de Campo Grande O Instituto de Educação de Campo Grande, com capacidade para 4.500 alunos. De arquitetura moderna, o conjunto de edifícios foi dotado de todos os recursos necessários a um funcionamento exemplar.

Escola Calouste Gulbenkiano A Escola Calouste Gulbenkian é um dos maiores e mais importantes centros de ensino do Rio de Janeiro.


Grandes obras

  • Estadio do Maracana

  • Emissario Submarino Ipanema

  • Guandu

  • Agua - Sao Conrado e Barra

  • Lagoa Rodrigo de Freitas

  • Viaduto Paulo de Frontin

  • Elevado da Perimetral

  • Praias de Ipanema e Leblon

  • Nova Lapa

  • Escolas Publicas