Discursos, Seminários e Palestras

Inauguração da Rua Salomão Ibrahim, de Mariana

R Salomão Ibrahim

Em nome da família de Salomão Ibrahim, coube-nos a honra de agradecer esta homenagem que a querida Cidade de Mariana lhe oferece e que, neste instante, se concretiza.

Desta grata iniciativa dos ilustres membros integrantes da Câmara de Vereadores local, até à pronta sanção do projeto, pelo eminente Prefeito João Ramos, começamos a nos comover com o sentido de todos esses esforços que se conjugaram e se traduziram em uma homenagem que tanto nos comove.

Podemos, apenas, para dar o significado real do evento, dizer que, em toda a nossa vida pública, ponteada não só de desenganos, como também de homenagens e exaltações, cerimônia alguma nos tocou e comoveu tanto como esta que, embora indiretamente e, talvez por isso mesmo, nos é prestada pela boa, sincera, leal e histórica Cidade de Mariana, nosso berço, nossa forma de caráter; cidade que consideramos como nossa grande família. Por isso, não é apenas o filho de Salomão Ibrahim que aqui está presente; é o descendente de toda uma cidade, que ele tanto quis, tanto amor dedicou e, acreditamos, tanto ajudou a desenvolver; é assim, um irmão marianense que lhes fala, de coração para coração e, sobretudo, coração grato, confortado e alegre por esta homenagem tão simples em sua forma quanto profunda em seu conteúdo. Até a coincidência - propositada acreditamos - da placa da rua na própria casa onde viveu nosso pai - onde sempre vivemos - é profundamente significativa delicadeza digna dos que homenageiam a memória de nosso pai.

Acreditamos que, se vivo fosse, dentro da sua natural modéstia, receberia esta honra, primeiramente surpreso, mas finalmente - o que é tudo - com sentimento de profunda gratidão e orgulho incomensurável, por se sentir assim tão distinguido pelos poderes públicos, dignos representantes do povo da terra que tanto amou e que ajudou a desenvolver. Morreu como um justo e um homem respeitado, um exemplo de dedicação e humanidade.

É justo recordar, neste instante de tanta emoção para nós, o excelente relacionamento do nosso genitor, não apenas com o povo em geral e com os dirigentes desta tão estimada Mariana, como também com o clero, com que nossa Cidade sempre teve seus destinos entrelaçados. Vale destacar a grande figura do nosso saudoso, bom e querido Dom Helvécio, particular e ilustre amigo do nosso pai. São tempos históricos, tempos mineiros por excelência, de profunda significação para todos nós.

O que podemos externar, ao encerrar estas breves palavras, é, apenas, um profundo agradecimento, em nome de toda a nossa família, e no nosso próprio, por mais esta prova pública de distinção excepcional para conosco.

O que prometemos - e acreditamos que em toda a nossa existência temos dado prova disto - é continuarmos pela vida, e sempre com a ajuda de Deus e do nosso pai, onde sua alma estiver, a zelar, com carinho ainda maior, pela boa gente, pela grande, eterna, gloriosa Cidade de Mariana, imortal na sua vida, no seu povo e na sua tradição.

Muito obrigado.

Discurso, em 1972.


Rua Salomão Ibrahim, em Mariana

PROJETO DE LEI Nº 002/72

Salomão Ibrahim

Dá denominação a rua. Art. 1º - Passa a denominar-se "Salomão Ibrahim", a rua tradicionalmente conhecida por "Beco Passadiço", compreendida entre a Praça Gomes Freire e uma estreita via que leva à Praça de Esportes do Guarany (ao fundo da Sede Social).

Art. 2º - O Prefeito Municipal determinará a data para a cerimônia de colocação da placa respectiva.

Art. 3º - Revogam-se as disposições em contrário, entrando esta Lei em vigor na data de sua publicação.

J U S T I F I C A T I V A

SALOMÃO IBRAHIM, nascido em Marmarita, na Síria, muito jovem transferiu-se para o Brasil, radicando-se, inicialmente, no Distrito de Miguel Rodrigues, deste Município, transferindo-se, posteriormente, para esta Cidade, onde fixou residência e exerceu as mais variadas atividades criadoras, tais como: fazendeiro, industrial, comerciante e hoteleiro.

Embora se considerasse brasileiro, mas tendo em vista a sua origem, preferiu sempre afastar-se das lides políticas municipais, sem contudo deixar de exercer atividade política em termo maior, se considerarmos esta no sentido do bem comum e do engrandecimento do Município.

Teve participação efetiva em obras que marcaram época e constituíram marcos de desenvolvimento do Município, tais como: a construção da ferrovia Mariana-Ponte Nova, a do Grupo Escolar "Dom Benevides" e outras.

Em pouco, a rigidez de seu caráter e a honestidade de sua conduta levaram-no a se transformar em "correspondente", em toda região, das principais casas bancárias então existentes, servindo-se dessa condição para, sem nenhum interesse pecuniário, prestar assinalados serviços à maioria dos alunos que, vindo de todos os recantos, buscavam os nossos tradicionais educandários - o vetusto Seminário e o centenário Colégio Providência que tornaram Mariana pioneira na educação da mocidade brasileira.

Aqui, construiu Salomão Ibrahim o seu lar, tendo deixado uma descendência numerosa, cujos filhos, embora afastados desta Cidade, jamais se esquivaram de participar de suas atividades sociais, beneficentes e culturais da velha Ribeirão do Carmo, honrando-a, sobremaneira, com a marcante presença em altos escalões de setores administrativos de Minas e do Brasil.

Por todas essas razões é justo que a Câmara Municipal de Mariana aprove o projeto de lei que ora submeto à apreciação esclarecida dos nobres pares, perpetuando-se a memória do homenageado com a colocação da placa no prédio onde residira quase uma vida toda e que dá esquina para a rua que passará a ter seu nome.

Mariana, 29 de maio de 1972.

Benjamin Lemos - Vereador à Câmara.


Grandes obras

  • Estadio do Maracana

  • Emissario Submarino Ipanema

  • Guandu

  • Agua - Sao Conrado e Barra

  • Lagoa Rodrigo de Freitas

  • Viaduto Paulo de Frontin

  • Elevado da Perimetral

  • Praias de Ipanema e Leblon

  • Nova Lapa

  • Escolas Publicas