Discursos, Seminários e Palestras

Inauguração do Novo Sistema de Abastecimento d'Água e Iluminação Pública, de Teresópolis

Obras adutora Teresópolis
O Secretário de Obras do Estado visita a nova estação de tratamento de água acompanhado do Prefeito de Teresópolis, Pedro Jahara.

Nunca é demais ressaltar a beleza de Teresópolis e a excelência do seu clima privilegiado. É, pois, um prazer que sempre se renova aos seus visitantes e nós não fugimos à regra, inscrevendo-nos como um dos seus mais fervorosos admiradores.

Hoje, uma vez mais, aqui estamos, agora com satisfação redobrada e felizes por que estamos entregando ao generoso povo de Teresópolis uma obra do Governador Chagas Freitas, do maior alcance social, obra grandiosa e importante. Trata-se do novo Sistema de Abastecimento d'Água, que irá beneficiar toda esta região, compreendendo captação, adutora de água bruta, com 18 km de extensão, e estação de tratamento, que envolve um complexo de obras no valor de 600 milhões de cruzeiros.

O abastecimento d'água existente não tem acompanhado a curva de crescimento da cidade e, além disso, as fontes locais de suprimento são mananciais serranos sem tratamento, que sofrem uma sensível diminuição de sua capacidade nos períodos de estiagem, chegando mesmo, em alguns casos, a secar completamente.

Com vistas à solução definitiva do problema, implantamos o novo Sistema de Abastecimento d' Água, agora buscando um manancial seguro, para garantir a vazão nos períodos mais críticos de demanda, solucionando assim, o difícil problema que vivia a população local, incluindo nesta, os veranistas que afluem a Teresópolis.

Para o suporte financeiro deste empreendimento, o BNH, concorrendo com metade daquele valor, por meio de financiamento, uma vez mais colaborou com o Estado do Rio de Janeiro e daí expressarmos à sua competente direção os nossos agradecimentos.

Para que se tenha uma idéia do que representa o abastecimento d'água, gostaríamos de trazer nesta oportunidade um resumo dos comentários que, inclusive ultimamente, vêm sendo divulgados pela nossa imprensa.

A matéria é de tal importância que, ainda recentemente, a ONU vem de proclamar o suprimento de água potável e o saneamento como pré-condições indispensáveis a qualquer esforço de promoção humana e social, no âmbito de uma política de desenvolvimento.

Os estudos de especialistas do Banco Mundial mencionam que 1/10 do tempo útil do trabalhador é despendido no tratamento de doenças resultantes da falta de saneamento e de água potável, enquanto a expectativa média de vida se reduz de forma impressionante, na inexistência ou inadequação desses serviços.

Daí o grande empenho do Governo Chagas Freitas nas atividades relacionadas com o saneamento básico, cujo programa de realizações para outros pontos do território fluminense tem como grandes metas a ampliação do Sistema Guandu, que já havia sido duplicado no primeiro Governo Chagas Freitas; o grandioso conjunto de obras para a Baixada Fluminense, compreendendo a Adutora, com 56 km de extensão e a implantação de uma rede de distribuição, com 1.000 km de extensão, que irá beneficiar os municípios de Nilópolis, Nova Iguaçu, Caxias e São João de Meriti; a Subadutora da Barra da Tijuca e o Sistema Integrado de Niterói e São Gonçalo.

No campo da energia elétrica, hoje, nesta aprazível cidade, está sendo inaugurado um conjunto de obras, no valor de 120 milhões de cruzeiros, compreendendo: a ampliação da Subestação de Fonte Santa, que passará a ter mais 15.000 kVA; a implantação da linha Fonte Santa-Ponte Nova, com 21 km de extensão, que permitirá levar energia elétrica ao novo sistema de captação e tratamento d'água; e, por fim, a reforma da iluminação pública, no Centro da Cidade, onde foram colocados 229 postes de concreto, com luminárias a vapor de mercúrio, obra esta que contou com a participação ativa do ilustre Prefeito Pedro Jahara.

Também, hoje, concluímos obras de drenagem realizadas pela SERLA por meio de convênio com a Prefeitura local, eliminando as famosas enchentes dos bairros Agriões e Fortaleza, abrangendo inúmeros logradouros, entre eles a Av. Feliciano Sodré, Ruas Paru, Carmela Dutra, Ruy Barbosa, Cel. Santiago e Beco São Judas Tadeu.

É claro que, nos demais setores de atividades, a presença do atual Governo do Estado se faz sentir, mas há um ponto que gostaríamos de destacar, para dar uma idéia da maneira pela qual encaramos a arte de administrar a coisa pública.

Em primeiro lugar, embora contando sempre com as atividades prévias de planejamento, encaramos o Governo como ação, com algo que se caracterize pelas medidas adequadas e também pela agilidade em resolver os problemas. Além disso, essa presença da administração pública deve ser constante e fazer-se concreta em todos os pontos do Estado e os problemas devem, como estão sendo, ser examinados, inclusive pelo Secretário, pessoalmente, fora dos Gabinetes, nos locais em que ocorrem, com o preciso auxílio das lideranças políticas que apóiam o Governo e a participação do próprio povo. Só desse modo, tem-se o conhecimento pleno da realidade, das aflições, dos anseios e das aspirações das nossas comunidades.

Assim, enquanto estamos levando luz a Pedra Selada e Fumaça, no município de Resende, por exemplo, estamos, em São José de Ubá, em Cambuci, dando solução ao problema de água, daquela região, cujos habitantes vinham consumindo água altamente poluída, e, concomitantemente, ainda como exemplo, recuperando totalmente uma grande escola pública, em Mangaratiba, que, há 8 anos, pouco antes de ser inaugurada, foi dada como condenada e assim largada ao abandono até a nossa interferência.

Podemos com certeza dizer que, se não nos foi ou não nos é possível resolver todos os problemas do Estado do Rio, na nossa área de ação, pelo menos, nas nossas viagens assíduas e sistemáticas pelo interior fluminense, temos, pessoalmente, travado conhecimento com todos eles e lhes dado solução, na medida em que os nossos recursos técnicos e sobretudo financeiros o permitam.

Cada vez mais nos convencemos de que o destino do homem público, no Brasil, é o de enfrentar os desafios expressos nos nossos problemas sócio-econômicos, para nos transformarmos em uma sociedade próspera e justa e assim voltada não apenas para o desenvolvimento, mas, sobretudo, para a preservação dos valores humanos, nosso maior patrimônio.

Queremos deixar aqui consignado, ao término destas palavras, que as grandes diretrizes, enfim os caminhos para que a nossa ação se processe são exatamente aqueles traçados pelo eminente Governador Chagas Freitas, com quem temos a honra de colaborar, para que, uma vez mais, deixe, nesta segundo passagem pelo Governo, a marca segura de sua larga visão de político e administrador.

Nossos agradecimentos a todos que, aqui comparecendo, vieram prestigiar esta solenidade.

Discurso, em 19 de dezembro de 1980.

Grandes obras

  • Estadio do Maracana

  • Emissario Submarino Ipanema

  • Guandu

  • Infraestrutura - Sao Conrado e Barra

  • Lagoa Rodrigo de Freitas

  • Viaduto Paulo de Frontin

  • Elevado da Perimetral

  • Praias de Ipanema e Leblon

  • Nova Lapa

  • Escolas Publicas