Discursos, Seminários e Palestras

Posse no Cargo de Secretário de Obras Públicas do Estado da Guanabara

A circunstância de assumir, neste momento, a direção da Secretaria de Obras Públicas do Estado da Guanabara, representa para mim um motivo de particular significação pelo reencontro que faço com as origens de minha vida pública, iniciada no Departamento de Estradas de Rodagem, órgão técnico de inquestionável valor e renomado conceito nacional.

Dali, as solicitações da vida profissional fizeram-me assumir neste nosso Rio de Janeiro, crescentes responsabilidades de chefia, dentre outras, na Presidência da Administração dos Estádios da Guanabara, na direção do Patrimônio do Estado e, na área Federal, na Presidência do antigo IAPC.

Venho da convivência com colegas, ilustres engenheiros que alcançaram culminâncias no respeito e na admiração no País, pelo seu talento, sua operosidade e honorabilidade: Alim Pedro, pela mão de quem ingressei no quadro dos servidores da antiga Prefeitura, e João Carlos Vital, em cujo Gabinete tive o privilégio de servir. Os exemplos e a experiência que deles colhi constituirão seguro fator do sucesso que me for dado alcançar à frente desta Secretaria.

Entendo que este setor da administração estadual, fadado a lidar, permanentemente, com múltiplos problemas de empreendimentos públicos, pelas características de sua grandiosidade e diversificação é, sem dúvida alguma, o que cuida de um dos mais importantes complexos de obras do País.

Na realidade, é gigantesco o acervo de encargos desta Secretaria, na execução de planos de obras públicas que se sobrepõem aos próprios períodos governamentais e se impõem como metas prioritárias para o desenvolvimento econômico do Estado e melhoria da vida social da comunidade carioca.

Concordo com aqueles que afirmam a noção de que governar bem, realizando obras, será correta, se a iniciativa das mesmas e suas conseqüências são calculadas sempre em função dos habitantes, no interesse de fixá-los ao meio urbano, integrando-os num sistema geral de comodidades.

A administração a que sucedo lega-nos um plano de obras cuja continuidade de execução é propósito que prescinde de qualquer confirmação pública.

As grandes realizações em curso terão a seqüência e conclusão que o desenvolvimento do Estado exige: a implantação definitiva do anel rodoviário, como via de penetração para a Baixada de Jacarepaguá e para a zona oeste do Estado, projeto que se superpõe, em parte, ao da construção, na Guanabara, da BR-101, alternativa de comunicação rodoviária com São Paulo, de marcantes repercussões econômicas e turísticas para a região marginalizada da orla marítima dos dois Estados; a continuação da Avenida Perimetral, a conclusão das obras relativas ao alargamento e urbanização da Avenida Atlântica, a complementação do Túnel Rebouças, o término do conjunto de elevados e túneis que se inserem no traçado da Auto-Estrada Lagoa-Barra, a normalização do abastecimento de água, por meio da necessária ampliação do Sistema Guandu, bem como a recuperação do lote 2 daquele sistema, cujo túnel está quase totalmente interrompido desde 1967 e a reconstrução do elevado da Av. Paulo de Frontin que surge, hoje, como verdadeiro desafio. Reputo também de capital importância a realização do Projeto do DER denominado "Linhas Policrômicas", em que se sobressai a construção de uma via expressa - a Linha Vermelha - a partir do Túnel Rebouças, que demandará o futuro Aeroporto Supersônico do Galeão e a Rodovia Rio - Petrópolis, trazendo significativa melhoria de condições de tráfego da Avenida Brasil, cujo grau de saturação está a exigir medidas de efetivos e duradouros resultados.

A implantação de um pólo industrial em Santa Cruz, presente nas cogitações do nosso Governo, implicará, sem dúvida, na participação ativa do DER na elaboração dos projetos das vias de acesso e obras conseqüentes, marcando-se assim a sua atuação num dos empreendimentos de maior sentido econômico para a Guanabara.

A nossa atuação, à frente da Secretaria de Obras, dentro dos princípios que sempre nos nortearam, será marcada por atividades cuidadosamente planejadas, que se desenvolverão dentro, rigorosamente, da previsão de recursos certos, sem açodamento, com a máxima segurança.

A obediência a prazos é, antes de tudo, uma disciplinação de gastos permissíveis das limitações orçamentárias, trazendo, dentre outros benefícios, o necessário clima de tranqüilidade para as empresas diretamente responsáveis pela execução dos serviços.

Desejamos, nesta oportunidade, manifestar a nossa firme e sincera disposição de não economizar esforços, no sentido de buscar, no interesse do Estado, a melhor convivência com os demais órgãos da Administração da Guanabara. Esse propósito também o estendemos aos órgãos federais, em particular, ao Ministério dos Transportes e ao Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, que se empenham, tenaz e meritoriamente, por dotar a Guanabara e o Estado do Rio - com a Ponte Rio - Niterói - de um elo viário de grande expressão sócio-econômica. Não serão descuidadas tarefas que visem à realização de obras complementares no âmbito do Estado, para obter-se, em curto prazo, o máximo de benefícios que advirão da implantação da ponte.

Reservamos, por fim, a expressão dos nossos agradecimentos ao eminente Governador Chagas Freitas pela confiança em nós depositada, dando-nos a honra de participar de seu Governo, que se caracterizará, estamos certos, pelas realizações que levará a termo e pelo sucesso que alcançará para o enaltecimento cada vez maior de seu nome, a segurança, o bem-estar e a felicidade da população do Estado, com seguros reflexos em todo o País.

Desejamos, para finalizar, manifestar os nossos agradecimentos a todos quantos vieram prestigiar-nos nesta solenidade.

Discurso, em 12 de janeiro de 1972.
Extraído do livro "As Grandes Obras que Mudaram a Face do Rio". 1975.

Grandes obras

  • Estadio do Maracana

  • Emissario Submarino Ipanema

  • Guandu

  • Agua - Sao Conrado e Barra

  • Lagoa Rodrigo de Freitas

  • Viaduto Paulo de Frontin

  • Elevado da Perimetral

  • Praias de Ipanema e Leblon

  • Nova Lapa

  • Escolas Publicas